Thaiza Montine
Ao completar 150 anos, a Polícia Militar do Estado de Goiás, tem sua visão voltada ao terceiro milênio. Sendo uma polícia de aproximação com a sociedade, estabelecendo uma verdadeira parceria, onde todos saem ganhando.
Temos muito a comemorar nesses 150 anos, pois somos espelho para o Brasil. Onde os projetos aqui desenvolvidos passam a ser material de estudo para as demais corporações que aqui vêem com o objetivo de buscar esses conhecimentos.
Muitos são os projetos desenvolvidos pela PMGO que passaram a ser referencial para outras co-irmãs, dentre estes destacamos a RAS – Rede de Apoio a Segurança, que é um modelo.
O reconhecimento por parte do governo do estado, foi fundamental para a melhoria na qualidade de trabalho do policial militar, que conta hoje com armamentos e equipamentos modernos, além de uma frota nova, adquirida através do sistema de locação que coloca a disposição da sociedade viaturas novas, garantindo assim maior agilidade no atendimento das ocorrências.
Um outro marco histórico da PMGO nesses 150 anos é em relação à aprovação dos planos de carreira e salarial que coloca nossa corporação como a segunda melhor remunerada do país.
A formação, qualificação e o aperfeiçoamento dos policiais militares é um outro referencial. Hoje para o ingresso na carreira inicial da corporação, é necessária formação superior em qualquer área, com isso ganha a Polícia Militar e a sociedade.
Dentre os avanços da corporação nesses 150 anos, podemos destacar também a criação do Comitê Interno de Direitos Humanos, que tem como finalidade zelar pelos direitos dos policiais militares, algo realmente histórico.
A palavra de ordem das comemorações dos 150 anos da Polícia Militar é interação, que para ser atingida em sua plenitude através da realização de vários eventos envolendo todos os integrantes da família miliciana, levando aos participantes uma visão diferenciada da história da Instituição, que uma das mais antigas e tradicionais do Estado.
Para celebrar a data, o comando geral realiza vários eventos. Um deles é um Congresso Técnico que começou ontem [30/07/08] e prossegue até sexta-feira [01/08/08], no Centro de Convenções de Goiânia. Além de discutir temas ligados à segurança, haverá uma feira para exibir as novas tecnologias voltadas para segurança pública. Comandantes gerais de vários estados estarão em Goiás participando do encontro. As comemorações vão até sexta-feira, 1º, com uma festa destinada aos policiais na Academia de Polícia. A corporação tem hoje mais de 13 mil PMs em Goiás.
Aos que se interessarem e quiserem se fazer presente conosco, nossa escola [CPMG - Ayrton Senna], juntamente com as demais Unidades Militares do Estado de Goiás, está participando do Congresso no Centro de Convenções. Ficaremos muito felizes com a visita de vocês!

Fontes de Auxílio:

0 comentários | | edit post
Reações: 
CPMG Ayrton Senna






1 comentários | | edit post
Reações: 
CPMG Ayrton Senna
1) Faça pausas de dez minutos a cada duas horas de trabalho, no máximo. Repita essas pausas na vida diária e pense em você, analisando suas atitudes

2) Aprenda a dizer não sem se sentir culpado ou achar que magoou. Querer agradar a todos é um desgaste enorme

3) Planeje seu dia, sim, mas deixe sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de você.

4) Concentre-se em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os seus quadros mentais, você se exaure.

5) Esqueça, de uma vez por todas, que você é imprescindível. No trabalho, casa, no grupo habitual. Por mais que isso lhe desagrade, tudo anda sem a sua atuação, a não ser você mesmo

6) Abra mão de ser o responsável pelo prazer de todos. Não é você a fonte dos desejos, o eterno mestre de cerimônias

7) Peça ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso de pedir às pessoas certas..

8) Diferencie problemas reais de problemas imaginários e elimine-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

9) Tente descobrir o prazer de fatos cotidianos como dormir, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo a se conseguir na vida.

10) Evite se envolver na ansiedade e tensão alheias enquanto ansiedade e tensão. Espere um pouco e depois retome o diálogo, a ação 11) Família não é você. Está junto de você. Compõe o seu mundo, mas não é a sua própria identidade.

12) Entenda que princípios e convicções fechadas podem ser um grande peso, a trave do movimento e da busca.

13) É preciso ter sempre alguém em que se possa confiar e falar abertamente ao menos num raio de cem quilômetros. Não adianta estar mais longe.

14) Saiba a hora certa de sair de cena, de retirar-se do palco, de deixar a roda. Nunca perca o sentido da importância sutil de uma saída discreta

15) Não queira saber se falaram mal de você e nem se atormente com esse lixo mental; escute o que falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento

16) Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois, é ótimo ... para quem quer ficar esgotado e perder o melhor.

17) A rigidez é boa na pedra, não no homem. A ele cabe firmeza, o que é muito diferente

18) Uma hora de intenso prazer substitui com folga 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono. Logo, não perca uma oportunidade de divertir-se.

19) Não abandone suas 3 grandes e inabaláveis amigas: a intuição, a inocência e a fé!

20) E entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: Você é o que se fizer ser!
1 comentários | | edit post
Reações: 
CPMG Ayrton Senna

Amanhã eu vou revelar
Depois eu penso em aprender
Daqui a uns dias eu vou dizer o que me faz querer gritar
No mês que vem tudo vai melhorar
Só mais alguns anos e o mundo vai mudar
Ainda temos tempo até tudo explodir
Quem sabe quanto vai durar

Não deixe nada pra depois. Não deixe o tempo passar.
Não deixe nada pra semana que vem porque semana que vem pode nem chegar

A partir de amanhã eu vou discutir
Da próxima vez eu vou questionar
Na segunda eu começo a agir só mais duas horas pra eu decidir...

Não deixe nada pra depois não deixe o tempo passar
Não deixe nada pra semana que vem porque semana que vem pode nem chegar

Esse pode ser o último dia de nossas vidas
Última chance de fazer tudo ter valido a pena
Diga sempre tudo o que precisa dizer
Arrisque mais pra não se arrepender
Nós não temos todo tempo do mundo e esse mundo já faz muito tempo...
O futuro, o presente, o presente já passou

Não deixe nada pra depois não deixe o tempo passar
Não deixe nada pra semana que vem porque semana que vem pode nem chegar
0 comentários | | edit post
Reações: 
CPMG Ayrton Senna
Há algum tempo recebi um convite de um colega para servir de árbitro na revisão de uma prova. Tratava-se de avaliar uma questão de Física, que recebera nota 'zero'. O aluno contestava tal conceito, alegando que merecia nota máxima pela resposta, a não ser que houvesse uma 'conspiração do sistema' contra ele. Professor e aluno concordaram em submeter o problema a um juiz imparcial, e eu fui o escolhido.
Chegando à sala de meu colega, li a questão da prova, que dizia: 'Mostrar como pode-se determinar a altura de um edifício bem alto com o auxilio de um barômetro.' A resposta do estudante foi a seguinte:
'Leve o barômetro ao alto do edifício e amarre uma corda nele; baixe o barômetro até a calçada e em seguida levante, medindo o comprimento da corda; este comprimento será igual à altura do edifício.'
Sem dúvida era uma resposta interessante, e de alguma forma correta, pois satisfazia o enunciado. Por instantes vacilei quanto ao veredito. Recompondo-me rapidamente, disse ao estudante que ele tinha forte razão para ter nota máxima, já que havia respondido a questão completa e corretamente. Entretanto, se ele tirasse nota máxima, estaria caracterizada uma aprovação em um curso de Física, mas a resposta não confirmava isso. Sugeri então que fizesse uma outra tentativa para responder a questão. Não me surpreendi quando meu colega concordou, mas sim quando o estudante resolveu encarar aquilo que eu imaginei lhe seria um bom desafio. Segundo o acordo, ele teria seis minutos para responder a questão, isto após ter sido prevenido de que sua resposta deveria mostrar, necessariamente, algum conhecimento de Física.
Passados cinco minutos ele não havia escrito nada, apenas olhava pensativamente para o forro da sala. Perguntei-lhe então se desejava desistir, pois eu tinha um compromisso logo em seguida, e não tinha tempo a perder.Mais surpreso ainda fiquei quando o estudante anunciou que não havia desistido. Na realidade tinha muitas respostas, e estava justamente escolhendo a melhor.. Embora já sem tempo, não resisti à curiosidade e perguntei-lhe quais eram essas respostas.
"Ah!, sim," - disse ele - "há muitas maneiras de se achar a altura de um edifício com a ajuda de um barômetro. Por exemplo, pode-se medir a altura do barômetro e o comprimento de sua sombra projetada no solo. bem como a do edifício. Depois, usando uma simples regra de três, determina-se a altura do edifício."Finalmente", concluiu, "se não for cobrada uma solução física para o problema, existem outras respostas. Por exemplo, pode-se ir até o edifício e bater à porta do síndico. Quando ele aparecer; diz-se: 'Caro Sr. síndico, trago aqui um ótimo barômetro; se o Sr. me disser a altura deste edifício, eu lhe darei o barômetro de presente.'"
A esta altura, perguntei ao estudante se ele não sabia qual era a resposta 'esperada' para o problema. Ele admitiu que sabia, mas estava tão farto com as tentativas dos professores de controlar o seu raciocínio e cobrar respostas prontas com base em informações mecanicamente arroladas, que ele resolveu contestar aquilo que considerava, principalmente, uma farsa.
1 comentários | | edit post
Reações: